Baga

Baga é uma das muitas uvas nativas de Portugal, mas única no seu valor. Quem aprecia os vinhos portugueses, se não a conhece, precisa conhecer.
 

Torrontés

Se você nunca ouviu falar em Torrontés, saiba que essa é a uva mais emblemática dos vinhos brancos argentinos.
 

Nero d'Avola

Essa uva, também conhecida como Calabrese, é a variedade tinta mais plantada na Sicília. E não é de hoje. Essa é uma história de séculos.
 

Susumaniello

Uma uva rara. O que já faz dela, logo de cara, muito interessante!
 

Sauvignon Blanc

Essa é uma cepa elegante e muito adaptável, cultivada em muitos países com cultura vitivinícola. É, de fato, uma das uvas mais plantadas em todo o mundo.
 

Viognier

Como se pronuncia o nome dessa cepa? Diga “vi-on-iê”. Essa variedade de uva branca já esteve à beira da extinção. Felizmente, isso não aconteceu, e hoje podemos degustar seus aromáticos vinhos!
 

Nebbiolo

De onde vem essa uva? Da Itália. E de onde vem esse nome? É uma referência ao nevoeiro que se instala nas vinhas das colinas do Piemonte, durante o período da colheita. Nebbia, em italiano, quer dizer névoa, ou nevoeiro.
 

Petit Verdot

Essa é uma das uvas tintas clássicas de Bordeaux, e do famoso corte bordalês. Mesmo assim, pouco fala-se nela. Uma injustiça.
 

Chenin Blanc

Nativa do Vale do Loire, a Chenin Blanc é uma uva cultivada mundo afora...
 

Brachetto

Uva tinta do noroeste italiano. Responsável por borbulhas interessantíssimas. Vamos adiante!
 
O vinho é uma combinação de cepa, terroir, e da assinatura pessoal do produtor. Mas é possível ter uma ideia do que nos espera, a partir da variedade de uva do vinho. Por exemplo, um pinot noir, muitas vezes, tem sabores de frutas vermelhas, enquanto um cabernet sauvignon, muitas vezes, tem gosto de frutas mais escuras, como amoras ou groselhas.
 

Negroamaro

Uma uva tinta, típica da Puglia. Conheça Negroamaro. Ou Negro Amaro! Ou Neroamargo! Todas essas grafias estão corretas, segundo a Organização Internacional da Vinha e do Vinho...
 

Fernão Pires

Certamente muita gente nunca ouvir falar dela. Mas não há português que não a conheça, porque essa é a casta branca mais plantada em Portugal.
 

Chardonnay

A rainha das uvas brancas, e uma das cepas mais conhecidas e mais plantadas no mundo... Chardonnay!
 

Espadeiro

Essa é uma cepa tinta, nativa de Portugal. Mas ela atravessou a fronteira, e também pode ser encontrada na Espanha. Venha conosco conhecê-la...
 

Fiano

Considerada uma das uvas mais interessantes e prestigiadas do sul da Itália, a Fiano infelizmente é pouco conhecida por aqui...
 

Welschriesling

Você acha que não conhece essa uva, né? Continue a leitura, que talvez ela lhe seja mais familiar do que parece...
 

Sémillon

Apesar de não ser tão famosa quanto Chardonnay ou Sauvignon Blanc, esta é a uva branca mais plantada em Bordeaux. Um bom motivo para conhecê-la melhor...
 

Montepulciano

Montepulciano é uma variedade tinta de uva, amplamente cultivada no centro da Itália, mais notavelmente nas regiões de Abruzzo, Marches e Molise, na costa oriental do país, voltada para o Mar Adriático.
 

Cinsault

Sua origem é o sul da França, na região de Languedoc-Roussillon, onde é muito cultivada, e sua pronúncia assemelha-se a “sãn-soul”, bastante diferente da escrita Cinsault, ou Cinsaut...
 

Saint Laurent

Comecemos pela pronúncia: san-lor-ron. Mas agora vamos ao que interessa... Que uva é essa?
 

Corvina

Se você acha que não conhece essa uva, é bem provável que esteja enganado. Ela faz parte, por exemplo, dos famosos Valpolicella e também dos Bardolino.
 

Carignan

É curioso que a maioria das pessoas nunca tenha ouvido falar nessa uva, porque, até algumas décadas atrás, essa era a variedade mais plantada na França, que é o mais importante país produtor de vinho do mundo! Irônico, não é?
 

Trebbiano

Dentre todas as cepas plantadas na Itália, a Trebbiano é a branca mais cultivada!
 

Mencía, ou Jaen

Mencía, na Espanha. Jaen, em Portugal. É a mesma uva. É o que dizem os testes de DNA. Afinal, que uva é essa? E como é o seu vinho?
 

Aglianico

Essa é uma das uvas mais subestimadas pelos amantes do vinho. O mundo nem sempre é justo, mesmo...
 

Tinta barroca

Uma casta portuguesa, com certeza... e muito particular.
 

Cabestrel

Muitas uvas são extremamente tradicionais. Algumas são até milenares. Mas outras são muito novas, como é o caso da Cabestrel...
 

Loureiro

Essa casta tipiamente ibérica parece ser originária do Vale do rio Lima, no norte de Portugal, mas se faz muito presente em toda a região de Vinho Verde, sendo também cultivada, em pequena proporção, na região espanhola da Galiza.
 

Pedro Ximénez

Um nome meio engraçado. Uma uva meio diferente. Um vinho sem igual.